O fim do mundo em 2012?

2012 de Roland Emmerich

Estados Unidos, 2009

Com John Cusack, Danny Glover

Cristo Redentor sendo destruído em segundos, ondas gigantes engolindo cidades, vulcões entrando em erupção. Esse é o cenário do fim do mundo retratado no filme 2012.

O diretor Roland Emmerich, consagrado por filmes como Independence Day, O Patriota, O Dia Depois de Amanhã, 10.000 a.C, e por aí vai, mais uma vez destrói o mundo. Se tsunamis e um navio no meio de Nova York como em O Dia Depois de Amanhã nos choca, em 2012 ficamos ainda mais perplexos. Os efeitos especiais são responsáveis por isso, proporciona cenas bem realistas como a de o Cristo Redentor sendo destruído e de uma onda engolindo um cruzeiro. Mas, ao assistir 2012, é importante vê-lo apenas como um filme, e não uma forma de confirmar o futuro fim do mundo.

Um dos personagens, no início do filme, explica que neutrinos sofreram mutações. Mas, de acordo com uma matéria de Marcelo Gleiser, publicada na Folha de São Paulo, é impossível neutrinos sofrerem tais mutações. Basicamente, o Sol passa por ciclos, em que no máximo deles há um aumento das manchas solares e emissão de matéria. Como isso acontece entre períodos, esse tal aumento estaria previsto para 2011. Haverá tempestades solares, algumas maiores e outras não, mas nada que não seja normal do ciclo.

Por sermos seres humanos e supostamente finitos, é óbvio que pensemos num fim do mundo. Deixarmos de existir é um medo coletivo. E não é algo único de nossa época, século XXI. Povos anteriores já temeram o mesmo.

A base que apóia o filme é o calendário Maia que prevê o fim do mundo no dia 21 de dezembro de 2012. Eles acreditam que nesse dia o mundo entrará em um novo ciclo. Mas como o povo Maia poderia já prever o fim do mundo em uma data tão distante do momento em que viviam? E ainda, como teria uma grande noção de tempo como essa?

Tudo isso que eu citei faz-me lembrar de algo ainda maior: a fascinação do homem pelo mito. Na Grécia Antiga, um mito era a história de deuses que possuía a finalidade de explicar a vida como ela era. Quando havia seca ou doenças, o mito era a forma de se explicar os acontecimentos. Assim, quando surgiram os primeiros filósofos, esses tentaram desmentir os mitos, tentando encontrar explicações menos fantasiosas. Então, será que a ideia de fim de mundo relacionada a 2012 não poderia ser mais um mito?

Enfim, o filme 2012 é bom como entretenimento, é possível apreciá-lo sem entrar em pânico. É claro que eu e você podemos temer que tudo acabe, é totalmente compreensível, ainda mais com os acontecimentos naturais que têm acontecido e a condição humana que precisa ser mudada. Mas não vá ao cinema com uma sensação de fim de mundo, que você deve sair por aí fazendo o que quer, como se estivesse aproveitando a vida intensamente. Quem sabe a tal data não pode ser o início de uma nova era, mesmo que utópica? Não podemos saber ainda. Talvez o problema de 2012 seja que ele se leva a sério demais, como se o fim já estivesse extremamente próximo e confirmado. Viva sua vida, mas não em função de uma data. E veja o cinema como uma obra ficcional, pois nunca será igual à realidade.

Anúncios

3 comentários sobre “O fim do mundo em 2012?

  1. Ainda não assisti 2012, mas pelo que conheço do filme me parece que foi inspirado em um daqueles mitos religiosos da Antiguidade (e da atualidade) que justificam tudo em nome de um suposto ser superior, o que nos livra de toda a responsabilidade, deixando as elites dominantes terem controle sobre as populações, como fazem desde o Egito Antigo, impondo a fé às pessoas e torcendo para que elas acreditem e sigam a vida submissas.

    Curtir

  2. Ma!!
    Adorei a resenha! Ficou mto fiel ao filme! Parabéns! Achei bacana, vc ter passado uma ideia diferente daquela que geralmente as pessoas tem, de que o fim do mundo seria em 2012. Mto boa a questão levantada sobre mito. Pensamento de uma filósofa, né flor??

    Super beijooo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s