Arte poética

Estou numa alfabetização poética
Sim, eterna!
Eterno aprendizado das letras
Parece que foi ontem que comecei a escrever
Poemas? E foi mesmo!
Comecei com uma rima atrevida… sem propósito
Apenas o de ver as palavras se casar
Em rimas e amores!
Ainda há muita métrica pela frente,
Rimas para descobrir e adorar o verso livre
O poeta é como o ourives,
Já dizia Olavo Bilac,
Cria jóias a partir da pena.
Para mim, as palavras nunca serão perfeitas
Como o mais belo cristal
Sim, serão belas!
Mas se fossem perfeitas,
Qual seria o encanto de escrever mais e mais?
Só escrevo com ímpeto:
O de tornar as palavras humanas no papel
É um atrevimento?
Ah, tal qual é o de escrever uma poesia!
Anúncios

5 comentários sobre “Arte poética

  1. O poeminha lindo!!!

    “Comecei com uma rima atrevida… sem propósito
    Apenas o de ver as palavras se casar
    Em rimas e amores!”

    A minha parte prferida do poema!!!

    Mas eu achei esse poema de uma “singeleza” tão grande, que não tem como achar bonita essa amarração de ideias, até meio metalinguístico, né?

    Má, como já te disse, A-DO-REI!!!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s