São Paulo desvairada

“São Paulo! comoção da minha vida…Os meus amores são flores feitas de original…”. É assim que Mario de Andrade exalta – e critica também – a cidade através do livro Paulicéia Desvairada. Nessa frase, o autor mostra a inspiração que São Paulo lhe dá, ao mesmo tempo em que aponta o burguês como o culpado pelos grandes males dessa composição desvairada que é São Paulo.

Para Mario de Andrade, a burguesia é retrógrada, passadista. Como a Ode ao burguês foi um poema modernista, serviu como um convite à inovação. Afinal, foi lido frente a frente à burguesia criticada, elite que preza pelo ar aristocrático e sua posição no high society. Porém, não há como negar a importante participação dessa elite na arte que conservamos hoje.

A burguesia passou a ser mecenas – a patrocinadora das artes. E não deixou de empregar o seu poder também nesse quesito. A cultura considerada erudita é herança dessa aristocracia, o padrão do que se diz Arte, com letra maiúscula tal qual uma instituição que prega seus valores. Mesmo patrocinados por essa burguesia, os modernistas inovaram, mostrando que eram capazes de criar uma cultura nacional a partir das ideias estrangeiras.

Então, qual a ligação dessa burguesia com a atual São Paulo? Nossa História é composta por esse modo burguês de agir. A voracidade com a qual a cidade se move, os erros cometidos pela aristocracia retrógrada, a paixão pela ideia de desenvolvimento e progresso. Tudo isso podem ser características nada admiráveis na vestimenta de um bom burguês. Mas ao viver em São Paulo, é possível ver que isso também faz parte de quem somos.

Por isso, São Paulo é uma cidade com muitas definições e ambiguidade; retrógrada, mas inovadora. Como? É só ver a antítese que há entre o concreto – símbolo da imobilidade – e o movimento das pessoas nas ruas. São Paulo continua respirando freneticamente, iluminada pela luz das cidades, dos carros modernos e ainda enfeitada pelo passado que tem guardado nos museus.

 

Só lendo Ode ao burguês para ver o tom irônico com que Mario de Andrade ataca a elite

Anúncios

3 comentários sobre “São Paulo desvairada

  1. Faz tempo que não comento, né? Bom… São Paulo… É o paradoxo (para não dizer oxímoro) em cidade!!! É a cidade mais louca, mais estranha, mais tudo… E no fim das contas, não sei te falar se gosto ou não daqui.

    E a propósito, ótimo texto, como sempre!!! =)

    Curtir

  2. Que grande emoção!…

    Um sonho que exigiu vários anos de constante dedicação e estudo, está sendo realizado com méritos, por você, neste momento mágico de sua vida.

    Você está celebrando seu ingresso na Universidade, a merecida vaga no vestibular.

    A tímida semente de outrora, hoje é uma árvore robusta com os primeiros frutos de vitória.

    Uma longa etapa foi concluída com muita garra e o futuro abre as portas para uma nova caminhada.

    Renovam-se as esperanças em seu coração.

    Entre sorrisos e lágrimas brilha uma grande e sublime felicidade.

    O sonho continua…

    Que Deus te abençoe hoje e sempre.

    Beijo,
    Andréa Hernanz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s