Repouso

As cristalinas gotas caem do céu
Olhos, nariz e boca insistem em surgir
O lápis risca linhas difusas no papel
É no desenho que vejo meu sonho dormir
 
Não denomino ao certo o que desejo
Tenho o ímpeto de um mundo retratar
Resguardo-me com cuidado a um lugarejo
A fim de me maravilhar com as cores a passar
 
Anúncios

2 comentários sobre “Repouso

  1. Sim, Nati! A imaginação é um lugar vasto e as ficções nunca nos abandonam! Seja pela escrita, pela linguagem, pelo desenho, a gente sente a necessidade de retratar o mundo que vemos, e talvez acrescentando cores só nossas (:

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s