literatura · poemas

Cólera e matéria-prima

Ressoa em meus ouvidos os gritos coléricos de Álvaro de Campos.Todo o ímpeto de gritar, a vontade de a sociedade esmagarOs erros nomear...Hoje, talvez, ele entendesse:Falar de seu problema não o faz ser fútil diante de outrosO choro e a lamentação tem prazo de validadeIsso é fato.Permitir o desmoronamento interior,Como uma marca constante relembrando as… Continuar lendo Cólera e matéria-prima

crônicas · filosofia · literatura

Negação

Não penso que saiba muita coisa. A melancolia que me envolve por essa constatação não tem nenhum fundo socrático. Não, não quero parecer demonstrar uma sabedoria que não tenho. Isso fica com Sócrates. Não li muitos dos livros que a maioria considera clássicos da Literatura. Dostoievski, Hemingway, Tolstói. Gostaria de lê-los com o mesmo ímpeto… Continuar lendo Negação