Poesia-ato

Pode falar o que for,
Pelas palavras envoltas em maldizer.
Se não dá para você a poesia compor,
Da escrita nunca vou me desfazer!
 
Longe estarei de qualquer amarra
E de línguas venenosas.
Pois dessa arte só extraio fanfarra,
E faço das palavras joias luminosas!
 
Por isso aqui sinto-me feliz!
No passo a passo meu mundo retrato,
Sua crítica é só minha força motriz
Que me leva a essa bela poesia-ato!
Anúncios

2 comentários sobre “Poesia-ato

  1. É isso mesmo, você não deve se importar com o que falam ou pensam a seu respeito. Usar as situaçòes para continuar escrevendo. Rir do momento e chegar a conclusão que tudo isso só te leva a fazer o que você faz muito bem que é escrever, como fez lindamente com esse poema.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s