O lado bom da vida

O lado bom da vida
Dir. David O. Russell
EUA/2013
Com Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro, Jacki Weaver

o-lado-bom-da-vida-pipoca-cafe-e-cinemaO cinema já apresentou muitos tipos de casais, o amor à primeira vista, o casamento, o namoro inocente entre duas pessoas felizes que são apenas um pouco solitárias. Já conhecemos bem essa história. E, felizmente, O lado bom da vida – mesmo com esse título clichê na tradução brasileira – se despe do lugar comum e apresenta um amor que cresce gradualmente durante o filme entre duas pessoas que, no passado, tiveram a vida destruída e, agora, tentam reconstruí-la com as esperanças que sobraram.

Bradley Cooper interpreta Pat Solitano, um rapaz que perde o emprego e o casamento após um surto que põe em risco a vida de outras pessoas. Ele passa oito meses numa clínica de reabilitação e, ao voltar para a casa dos pais, está decidido em recuperar o tempo perdido. Do outro lado está Tiffany, interpretada por Jennifer Lawrence, uma moça agressiva que tenta superar a morte repentina do marido e o desequilíbrio que sofreu após essa perda. Esse certamente seria um casal improvável, mas que se mostra possível, pois ambos recebem o olho torto e duvidoso dos outros ao redor por serem considerados desajustados.

O filme funciona extremamente bem e envolve o espectador desde o início. A história é simples e o desenrolar dela também. Na verdade, é um filme que dá espaço para os atores construírem personagens complexos, muitas vezes desvendados por um olhar ou atitude, do que por uma frase dita. A começar por Bradley Cooper. Pat se perturba com uma música que ouve e se revolta com a morte de um personagem em um dos livros de Hemingway. Tudo vem de sensações que passamos a compartilhar com o personagem. Ele acorda os pais revoltado com a morte do personagem, esbravejando contra Hemingway, e a gente adota o argumento de Pat. Ele expõe a fragilidade da vida, nesse momento, pelo ato de fúria, que é a sua defesa, ao perceber que as expectativas para a vida, muitas vezes, são apenas isso, esperanças que não vão se concluir ou que são derrubadas por uma reviravolta da história. Ou seja, junto a Pat, até mesmo essa raiva por um escritor já morto se torna convincente.

No caso de Jennifer Lawrence, parece que ela não está atuando, tamanha a naturalidade com que a jovem atriz compõe Tiffany. Ela é agressiva, mas vulnerável, extremamente sincera, mas oculta os sentimentos mais profundos. E, mesmo sendo características contraditórias, elas funcionam bem na composição da personagem. Os momentos em que ela conversa com Pat e as mudanças bruscas de humor nunca soam forçadas, tamanha é a competência de Lawrence ao dar vida à personagem.

Assim, o filme mescla tensão, drama e comédia na medida certa, com um final contido e realista, não como nas comédias românticas em que há uma exaltação da superação. Essa superação já permeia todo o filme, com a naturalidade que poucos filmes conseguem imprimir. A verdade é que todos os personagens do filme possuem uma fragilidade que optam por esconder. E, tendo o futebol americano como o ponto que os une – além dessa fragilidade -, o filme demonstra que a estratégia de um jogo, assim como a vida, é lidar com a perda e tentar uma nova jogada, saber quando recuar para voltar ainda mais forte.

Anúncios

Um comentário sobre “O lado bom da vida

  1. Creio que você não poderia ter descrito de maneira melhor esse filme. Não é um filme convencional, não é uma situação convencional e eu acho que, o principal do filme, não é mostrar o casal e sim, como, todos que apontam as “anormalidades” do casal, as possuem em maior ou menor escala, mas as mantêm escondidas sob o véu que a sociedade cobra que exista e que, sempre em algum momento, um ou outro deixa escapar. Acho que o filme pode ser descrito da seguinte maneira: como desfocar o foco do filme. Muito interessante!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s