Escrever é um ato confuso

Primeiro texto para minha coluna semanal no Fashionatto, toda terça-feira.

2014-03-18 13.38.08

Escrever é um ato difícil de ser explicado. Às vezes uma ideia surge repentinamente no ônibus, na fila do ponto, ou quando você olha pela janela ou vê uma cena que parece se destacar magicamente entre o cotidiano cru. Em outros momentos, um texto vai se formulando durante dias, sem saber muito bem como sair de um diálogo travado ou um tema espinhoso de uma matéria, o qual você precisa pesquisar para entender mais.

É com isso que precisarei lidar para começar essa coluna aqui no Fashionatto. Costumo escrever pelos meus prazos e temas de interesse, mas aceitei o desafio de escrever semanalmente ao site. Mas para que isso aconteça e eu não fique lá no cantinho do quarto nervosa, pensando o-que-escrever-essa-semana-vou-sair-do-edital-socorro, quero que essa coluna seja bem aberta. E bem improvisada mesmo.

Porque 1) nunca lidei com essa pressão de entregar uma coluna, que tem um quê de pessoalidade diferente, 2)é legal pensar que a escrita e o surgimento de um texto pode ir se criando com espontaneidade, 3) eu assumo minha inexperiência com colunas e assim você, leitor, vai me entender, 4) eu esqueci o que ia falar aqui, 5) ah sim, eu quero fazer da coluna algo amplo, que dê espaço a assuntos direcionados à arte, moda, comportamento, feminino, cinema, literatura. E, por último, quero tentar trazer o formato da crônica, do conto, da prosa poética para essa coluna, ainda dentro dos temas abordados. O objetivo é treinar o meu olhar toda semana para os fatos cotidianos que possam surgir e provocar o mesmo no leitor.

Você deve pensar que o parágrafo anterior foi uma profusão de ideias e propostas. E foi mesmo. Mas a coluna vai ser isso, reunir o máximo que puder do que eu vejo e trazer aqui para vocês. Espero que dê certo, mesmo. Para deixar um pouquinho da minha história aqui, eu comecei a gostar de escrever aos 6 anos. Mas eu nem tinha ideia disso, na época. Eu ficava acordada até meia-noite com a minha mãe, sentadas no chão e desenhando na mesa da sala. Enquanto eu desenhava os personagens de Tom & Jerry, meu desenho favorito, minha mãe escrevia a história que eu contava, porque eu ainda estava no início da alfabetização. Depois, reuníamos as folhas, grampeando como se fosse um livrinho e arrematava com um durex colorido na borda. Para mim, aquilo era para deixar o exemplar bonitinho, mas minha mãe colocava mesmo para me proteger dos grampos, já que eu andava com o livrinho para cima e para baixo.

Cresci com meu pai contando absolutamente todas as histórias da infância e juventude dele. Hoje, quando ele conta uma, eu murmuro “eu já conheço essa”. Ele também acabou me apresentando ao cinema, principalmente ao cinema musical, com Fred Astaire, Julie Andrews, ou às comédias de Jerry Lewis, Charles Chaplin. E foi bem cedo. Mas foram os dois que provocaram em mim essa paixão genuína por histórias, livros e escrita. E sem querer, o que é mais interessante de constatar. Por isso, acabei crescendo com essa vontade que eu nem entendia de criar alguma coisa. Eu dizia que seria bióloga-estilista-desenhista, mas Harry Potter, aos 10 anos, me fez escolher pelo título de escritora, o qual fez total sentido quando notei que todo dia eu criava enredos para todos os meus ursinhos de pelúcia. Então, eu escrevo todo dia  para essa menina que eu fui lá atrás.

P.S. Eu vou encerrar aqui, porque está começando a chover, a luz está piscando e eu vou chorar se acabar a luz e eu não postar a minha coluna.

P.S.2 A imagem de capa foi uma das poucas fotos bem sucedidas que eu tirei com a câmera analógica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s