O ano mudou e o blog também (um pouquinho)

Quando alguém fala “ah, tenho uma novidade”, sempre fico com medo e penso “ai meu deus meu mundo vai cair e agora vão cancelar minha série não vão lançar aquele filme antes do Oscar vão matar alguém em Doctor Who/Sherlock/Game of Thrones (nesse aí é mais comum)”, mas acabei descobrindo com os anos que mudança é algo positivo. Então mudança aqui é boa e é só para dizer que o blog precisa crescer em 2015!

Há cinco anos eu criei este blog e fui seguindo com ele encarando-o como uma grande caixa onde eu iria simplesmente arquivar meus contos, poemas, o meu treino na vontade de ser escritora. Com sorte, alguns poucos amigos acompanhavam, vieram vocês, muitos leitores desconhecidos que passaram a seguir este blog.

Ele surgiu em 2009, quando eu tinha só 16 anos, e o primeiro post foi um conto muito querido que enviei na ingenuidade para um concurso da Companhia das Letras do Vinicius de Moraes, representando meu colégio. Acabou que ele foi parar entre os cinco finalistas de São Paulo. Não ganhou, mas a experiência deu o empurrão para que eu usasse esse espacinho como a minha tentativa de arriscar a criar histórias, até porque esse negócio de escrever vicia.

Para resumir tudo, eu cresci e iniciei minha graduação de Filosofia, onde estou agora (não exatamente agora, quer dizer, quase, tem os trabalhos para fazer nas férias, então eu fico na dúvida sobre onde estou agora. São férias no meio das linhas de Kant e Hannah Arendt, o que é meio conturbado). No ano de 2014 este blog foi alimentado com 72 artigos que consegui publicar por aí, já que sou colaboradora dos sites Literatortura, Zona Crítica e Indique um livro. Visitem esses sites, são lindos. Tive também uma coluna que durou seis meses no Fashionatto, mas a correria da graduação me levou a focar nas matérias para os outros sites.

No fim, este blog foi recebendo o que produzi por aí. Mas acho que não é o suficiente. Então, este post é a iniciativa de dizer que haverá mais conteúdo neste blog aqui, sim. Mais contos, poemas, crônicas, posts indefinidos, e mais de vocês. Não dá para torná-lo apenas um arquivo.

Foi por isso que se você entrar agora no blog verá que ele foi repaginado. Antes era um visual mais lúdico, com aquela charmosa lua com um foguete nos olhos, do início do Cinema, daquele curta Viagem à Lua, de George Méliès. Eu a tinha escolhido porque aquela lua, em si mesma, já resume o que é ler e escrever: sempre um ato inaugural.

aviagemdalua

A questão é que agora, depois de mais um tempinho escrevendo, eu percebi que o blog precisava ter mais de mim neste momento. Então, lá na imagem de capa está Dance at the Moulin Rouge, de Lautrec. Por quê? Só porque minha pesquisa na iniciação científica é sobre arte impressionista? Não apenas isso. Se você observar o quadro, parece que ele se encontra estático. O tempo parou, os homenzinhos de cartola e a mulher bem arrumada de rosa não olham para a protagonista do quadro. Mas ela dança, ela é o movimento. E quando a gente escreve é assim: o mundo parece ganhar movimento e a nossa característica mais singular é reger essa dança por si mesmo. Com suas meias vermelhas ou não.

Também tirei a frase que era o subtítulo, um verso de Alberto Caeiro, “sinto-me nascido a cada momento/ para a eterna novidade do mundo”. E coloquei uma frase minha. Arrisquei. Ela é uma junção deste conto aqui que escrevi, “Olha lá, tem uma janela acesa no caos” e “Galhos a dançar”, que escrevi em 2014. Aproveitei também para inserir na barra lateral os últimos livros que li e os filmes que assisti. Dá para curtir agora cada post, divulgar no twitter, no Google+, e pode me seguir no Twitter, @mafranconeti, espalhe!

Sendo assim, eu convido você, que está aí, que segue o blog pelo wordpress, que recebe as atualizações por e-mail (sério, obrigada, envio carinho, doces e nuvens felpudas rosas para você), amigo ou desconhecido que acabou caindo por aqui: seja bem-vindo. Pegue uma bolachinha, o café, senta aí e leia. Porque ser leitor é ser herói também.

Anúncios

8 comentários sobre “O ano mudou e o blog também (um pouquinho)

    • Amanda, muito obrigada por ler e comentar, sempre dividindo as experiências diárias e o carinho pela escrita! Obrigada por todo o apoio e deixo a você a frase do Neil Gaiman, make good art, porque a gente sempre precisa tentar criar não importa como estiver a realidade 🙂

      Curtir

    • Nati, sua linda, obrigada por vir comentar 😀 sempre acompanhando, desde o primeiro post deste blog. Muito sucesso para a gente esse ano, escrevendo sempre! Papai Noel está em recesso agora, mas pedi para que um de seus elfos deixe a nuvem felpuda acima de sua casa ainda esta semana.

      Curtir

  1. O blog ficou muito bom. Adorei as novidades dos últimos livros e dos filmes. Gostei também da sua apresentação. Faltava falar um pouquinho de você, como surgiu o blog e da sua trajetória como escritora até aqui. Quanto aos textos… adoro todos, mas sou suspeita para falar. Continue nos presenteando com suas crônicas e contos que são os meus favoritos, você sabe. Mas escreva sobre tudo porque você consegue.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s