arte · filosofia · literatura · poemas

Convalescência

Ouça os sinos que clamam – Repetem a liberdade em um suspiro E em breve gesto a dor espantam Qual recriação do corpo doentio! Após uma vida em breve fastio O corpo encontrou o descanso Com as faces enrubescidas E o movimento o mais manso. Aos olhos, agora, o mundo se recupera, Corpo e mundo… Continuar lendo Convalescência

arte · contos · literatura

O chão das dores seculares

As criaturas que vivem enfiadas nas terras são desconhecidas. Passam despercebidas, nem meras sobreviventes são vistas pelos outros. Respiram por entre a poeira e os restos da existência que parece ter sido mais relevante na superfície da qual vemos apenas o vislumbre. Eu tinha uma grande afeição pelos insetos que ninguém via, pela vida pulsante… Continuar lendo O chão das dores seculares