crônicas

Ser Millennial, nostalgia e sopros da adolescência

Ontem descobri algo terrível: não sou mais jovem. No twitter viralizou a pergunta, do que a geração Z tem vergonha alheia (o famoso "cringe") a partir do comportamento da geração de millennials. O video do perfil Aff The Hype, logo abaixo, ironizou as manias da geração millennial e basicamente um monte de gente na internet… Continuar lendo Ser Millennial, nostalgia e sopros da adolescência

crônicas · meditações do mestrado

Memórias incendiárias, burnout: A escrita vem do fogo

Tenho uma história real e antiga, que venho elaborando desde 2019, para contar. Redigi mil vezes os eventos nos diários, esperando por esse instante para organizar tudo e contar finalmente a um leitor. Daquelas que carregam o insólito encantador e estranho das histórias fantásticas de um conto de Jorge Luis Borges, ou dos contos de… Continuar lendo Memórias incendiárias, burnout: A escrita vem do fogo

crônicas · palavras na quarentena

Um ano de isolamento

Completamos um ano de quarentena. Uma estranheza desequilibrada, pendular, oscilante: entre estar aliviada de estar viva e sentir o desamparo num país abandonado; as tristezas e vazios, numa simples mudança de cômodo, buscando alguma ocupação e sentido dentro de casa. O peso diário da efemeridade da vida. Escrever, estudar, ler nesse cenário me remeteu constantemente… Continuar lendo Um ano de isolamento

crônicas · notícias

O toque no chão de Marte

Créditos: NASA Naquela quinta-feira, era um marco dos grandes. Abri o twitter para passar os minutos, desfilar pela linha do tempo, no tédio unido ao sono de fim de tarde, já era hora do café. Estava lá, de forma grandiosa, anunciado entre os temas mais comentados: a sonda Perseverance chegaria à Marte a qualquer momento.… Continuar lendo O toque no chão de Marte

arte · crônicas · meditações do mestrado

Uma menina e um gato, começos da dissertação

Tudo começou com uma menina e um gato sorridente. Eu entrei na sala para ter minha primeira aula sobre Estética na graduação de Filosofia. Acordei naquele dia muito empolgada, porque sentia que havia lá a promessa de encontrar a minha área. Só não imaginava como seria tão certeiro. O projetor estava ligado e o papel… Continuar lendo Uma menina e um gato, começos da dissertação

crônicas · palavras na quarentena

Entre a pluma e o coração

Antes de adentrar no recolhimento forçado da longa quarentena em que estamos, eu me vi entre os egípcios. Na exposição de arte do CCBB, flanei pelas suas esculturas em honra da morte e da passagem, maravilhada pelo codex estendido tal qual um lençol de manchas de um passado longínquo, o Livro dos Mortos. A deusa… Continuar lendo Entre a pluma e o coração

crônicas · literatura

O centenário de Clarice Lispector

créditos: Marina Franconeti Hoje é o centenário de Clarice Lispector, esse nome gigante da literatura brasileira, gigante na escrita, na fala, no comportamento e nas ideias. Mas que combatia exatamente o gigantismo em torno da literatura. Clarice entendia a dignidade das coisas simples e não se importava tanto assim se não entendiam o seu texto.… Continuar lendo O centenário de Clarice Lispector

crônicas · meditações do mestrado · palavras na quarentena

Digerindo a vida

Pensar é digerir, dialogar com o cosmos, andar pelo mundo tendo o ego conhecido e sob controle, como Ganesha. Esses dias eu ando conversando muito com a minha amiga, que também escreve num blog, a Mia. E ela fez um post comentando sobre a figura do rato, que tem sido uma constante na última semana… Continuar lendo Digerindo a vida

crônicas · livros

A jornada nostálgica pela festa do livro da USP

Ao terminar as atividades da manhã, fui checar o instagram e vi um post de uma amiga, também escritora e mestranda. O que ela diz é o que eu andava pensando ultimamente sobre livros e a feira da USP. A Carol, amiga do ensino médio com quem eu estudava no grupo de estudos de filosofia, fez um… Continuar lendo A jornada nostálgica pela festa do livro da USP

crônicas · filosofia · literatura · meditações do mestrado

Spark joy: escolhendo qual livro ler

Estava tomando café com a minha mãe e, na tentativa de explicar como escolho os livros que leio na minha hora de lazer, lembrei do termo que a Marie Kondo usa, spark joy. Especialista em organização e criadora do método KonMari, Marie Kondo se tornou um fenômeno pelos livros com a temática e a sua… Continuar lendo Spark joy: escolhendo qual livro ler