arte · crônicas · literatura

Souvenirs da infância

Textinho que escrevi em homenagem aos 40 anos da escola em que estudei, colégio Henri Wallon, para a página do facebook. Quase inevitável, ele acabou saindo como uma crônica poética e cheia de saudade, resolvi trazer pra cá.   Na escola da minha infância, eu descobri uma vida inteira. Quarenta anos de escola e o… Continuar lendo Souvenirs da infância

arte · crônicas · intercâmbio 2015/2016 · literatura · livros

No caminho de Proust: lembranças da leitura no aniversário do autor

  Neste dia 10 de julho, nasceu Marcel Proust, autor do grande empreendimento literário Em busca do Tempo Perdido. Conhecido pelas madeleines invocatórias da memória involuntária, Proust é um autor que, de forma equivocada, por vezes é temido. Dada à concepção de que suas obras são complexas por conduzirem um fluxo de consciência detalhado –… Continuar lendo No caminho de Proust: lembranças da leitura no aniversário do autor

crônicas · intercâmbio 2015/2016 · literatura

Paris em seis atos

Publicado no Literatortura Tudo o que eu busco imprimir ao papel não alcança o canto onde a sua camada mais profunda se oculta. Uma cidade que foi a celebração mais pura da criação artística nos meus seis meses de estudante. Em suas ruas, o frescor no pavimento morava, inquieto, um frescor que se recompunha de… Continuar lendo Paris em seis atos

arte · crônicas · intercâmbio 2015/2016

Olympia e a primeira vez no Museu d’Orsay

Já houve momentos em que eu me vi com dificuldade para começar um texto. Normalmente já passei dias achando que não conseguiria colocar uma ideia no papel, até que encará-lo é a única saída para lançar a primeira palavra. E uma boa estratégia também pode ser iniciá-lo de maneira metalinguística, só para que se dê… Continuar lendo Olympia e a primeira vez no Museu d’Orsay

crônicas · intercâmbio 2015/2016 · literatura

Os grandes nomes no café Les deux magots

O Les deux Magots é um encanto à parte. Visitar um café frequentado por figuras emblemáticas é pensar sobre o tempo de maneira estranha. Entre pratos, expectativas turísticas de abrandar a fome tirânica para o próximo passeio, ou o mero descanso na leitura de um jornal e outro, Les deux Magots tem a sua urgência… Continuar lendo Os grandes nomes no café Les deux magots

crônicas · literatura

Olhos abertos a Plutão

Publicada no site Literatortura A escuridão destaca a figura acobreada do planeta anão, o momento histórico em que a sonda, New Horizons, obteve aproximação máxima de Plutão. O olhar voltado ao avanço científico é, por vezes, um despertar sobre o óbvio: há mais do que a existência rotineira terrestre. Não chega a ser um conforto… Continuar lendo Olhos abertos a Plutão

arte · crônicas · literatura

Um mundo inteiro em um abraço

Acordei numa sensação de convalescência. Depois de alguns dias de cama (nada sério), pensei que não iria escrever algo sobre minha mãe. De início sempre parece difícil acertar. "Para mim só meia dúzia de palavras está bom", ela disse. A questão é que nem meia dúzia, nem centenas de palavras acertam em cheio para falar… Continuar lendo Um mundo inteiro em um abraço

crônicas · literatura

Um resgate pelos livros não-lidos

Publicado no site Literatortura Em pleno Dia internacional do livro – fato esse que soube ao abrir o facebook – constato que sonhei algo bem estranho esta noite. Eu residia em algum lugar bem diferente da cidade de São Paulo e havia sido uma exigência do governador esvaziar inúmeras casas. Por isso, milhares de moradores… Continuar lendo Um resgate pelos livros não-lidos

crônicas · literatura

O Hotel Biblioteca: ‘por favor, me deixe ler’

Publicada no site Literatortura  Livros se proliferam pela casa, surgem entre guarda-roupas, móveis esquecidos, mesas de cabeceira, estantes, e encontram, na casa, uma forma de se enraizar vivamente entre nós. Pensando nestes livros que respiram pela casa, eu me deparei com a curiosa matéria no G1 sobre o Library Hotel (Hotel Biblioteca). Imagine como seria… Continuar lendo O Hotel Biblioteca: ‘por favor, me deixe ler’

cinema · crônicas · literatura

As vésperas de uma ceia

-Claras em neve, onde vou achar neve agora, mãe? – eu perguntei rindo. A ceia natalina começava a se esboçar na cozinha. Os ingredientes separados aguardavam a clara chegar ao ponto certo, as raspas de limão reservadas esperando ansiosas para se lançarem à superfície afofada e branca. Leite condensado, leite, ricota, mais ricota, manteiga, leite,… Continuar lendo As vésperas de uma ceia