palavras na quarentena

Passagem do ano, de Carlos Drummond de Andrade

O último dia do anonão é o último dia do tempo.Outros dias virãoe novas coxas e ventres te comunicarão o calor da vida.Beijarás bocas, rasgarás papéis,farás viagens e tantas celebraçõesde aniversário, formatura, promoção, glória, doce morte com sinfoniae coral,que o tempo ficará repleto e não ouvirás o clamor,os irreparáveis uivosdo lobo, na solidão. O último… Continuar lendo Passagem do ano, de Carlos Drummond de Andrade