cinema · literatura · resenhas

Ilusões perdidas, adaptação imersiva e magistral de Balzac

Illusions Perdues (Ilusões Perdidas) 2021 | França, Bélgica | 149 min | Direção: Xavier Giannoli | Roteiro: Jacques Fieschi, Xavier Giannoli, Yves Stavrides Elenco: Benjamin Voisin, Cécile de France, Vincent Lacoste, Xavier Dolan, Salomé Dewaels, Jeanne Balibar, André Marcon, Louis-Do de Lencquesaing, Gérard Depardieu, Jean-François Stévenin, Candice Bouchet. O romance clássico Ilusões Perdidas, publicado em… Continuar lendo Ilusões perdidas, adaptação imersiva e magistral de Balzac

literatura · livros · resenhas

Zen e a arte da escrita, de Ray Bradbury: a construção de uma rotina febril

créditos: Marina Franconeti BRADBURY, Ray. Zen e a arte da escrita. Tradução de Adriana de Oliveira. São Paulo: Leya, 2011. Eu comprei o ebook de Zen e a arte da escrita por acaso, dois reais, mais barato que um cafezinho. De forma inesperada, eu me vi encantada lendo as palavras de Ray Bradbury, sem conseguir… Continuar lendo Zen e a arte da escrita, de Ray Bradbury: a construção de uma rotina febril

crônicas · meditações do mestrado

Memórias incendiárias, burnout: A escrita vem do fogo

Tenho uma história real e antiga, que venho elaborando desde 2019, para contar. Redigi mil vezes os eventos nos diários, esperando por esse instante para organizar tudo e contar finalmente a um leitor. Daquelas que carregam o insólito encantador e estranho das histórias fantásticas de um conto de Jorge Luis Borges, ou dos contos de… Continuar lendo Memórias incendiárias, burnout: A escrita vem do fogo

crônicas · literatura

O centenário de Clarice Lispector

créditos: Marina Franconeti Hoje é o centenário de Clarice Lispector, esse nome gigante da literatura brasileira, gigante na escrita, na fala, no comportamento e nas ideias. Mas que combatia exatamente o gigantismo em torno da literatura. Clarice entendia a dignidade das coisas simples e não se importava tanto assim se não entendiam o seu texto.… Continuar lendo O centenário de Clarice Lispector

arte · matérias

Patti Smith e seu conselho aos jovens

Publicado no site Notaterapia Patti Smith é uma premiada musicista americana de punk rock, poeta e artista visual, que se tornou uma figura altamente influente na cena punk rock de Nova York com seu álbum de estreia Horses em 1975. Smith consegue aproximar rock e poesia com algo dos ultrarromânticos franceses, como Rimbaud e Baudelaire, por isso foi apelidada… Continuar lendo Patti Smith e seu conselho aos jovens

cinema · resenhas

Crítica | Tudo que quero

Publicado no site CF Noticias O universo possui surpresas inimagináveis para quem viaja nele. Se até mesmo Spock e Capitão Kirk encontram situações em que duvidam conseguir se salvar, o mesmo ocorre com jovens que desejam independência e provar-se no mundo. Constantemente, civilizações cobram comportamentos distintos e coragem para se manter em pé mesmo em… Continuar lendo Crítica | Tudo que quero

arte · prosa poética

Fino vidro

Da janela do ônibus, eu vi o último aceno. Não vinha de pessoas feitas de carne. Mas eram sombras que reuniam a carne dos outros. Eram pessoas amorfas, vistas acenando. Eu sabia que não estavam lá fora, no cinza que me devolvia o olhar, na praça que virava verde embaçado pela rapidez do veículo. Pode… Continuar lendo Fino vidro

literatura · poemas

Palavra é carne

Escrevi este poema inspirada pelo trabalho de Ferreira Gullar (1930-2016), neste dia melancólico pela morte do poeta. O gosto da tangerina de hoje é o amargo da morte. Ela desfalece em tristeza, Como fruta de cheiro longínquo Abandonado pelo poema numa sala de estar. Mas ela sobrevive incólume na palavra escrita. As peras se entristecem… Continuar lendo Palavra é carne

arte · literatura · prosa poética

Reinvenção do abandonado

Uma peça se sobrepõe à outra e compõe um engenhoso sistema que indivíduos por aí levam nos bolsos. Uma máquina que, nas mãos humanas, traz à tona as mais insanas ideias que, postas no papel, se concretizam como um grande mundo fundado. Um mundo que se reinstala no mundo onde este pequeno dispositivo está apenas… Continuar lendo Reinvenção do abandonado

crônicas · literatura · prosa poética

O que fazer quando você não sabe do que escrever

Coluna semanal no Fashionatto  Definitivamente isso já ocorreu com inúmeros humanos mundo afora. O terrível vazio não no espaço, mas nesse bloco branco que chega a sufocar porque dele não sai ficção. As ideias estão até anotadas, as premissas estão lá de possíveis personagens, mas e o clímax? Qual é a motivação do enredo? Não… Continuar lendo O que fazer quando você não sabe do que escrever