literatura · prosa poética

São Paulo, um labirinto

Acordei com a vontade de reformar a cidade. Nada de tirar pessoas de suas casas, trocar pelo moderno e fazer a rua como eu quero. Não, as pessoas sairiam de suas casas, mas não rumo ao abandono. Só com o ponteiro do relógio guiando-as para as ruas, buscando a humanidade que transbordaria de cada junta dos paralelepípedos. Derrubaríamos muros ilusórios… Continuar lendo São Paulo, um labirinto

literatura · poemas

Verde esperança

Maria era uma mocinha sonhadora. No ano novo vestia brancoCrente de que paz iria garantir.Mas de tão envolta em sonhos,Maria  aceitava o que o mundo lhe dava.E assim aguardava o seu destino.Certo dia,Maria resolveu viajar no ano novo.Queria ver novos ares, revolucionar a sua vida!Mas parecia que o ano novo não começaria bem.A mala se extraviouE… Continuar lendo Verde esperança