filosofia · literatura · poemas

Prateleiras e sonhos

O abrir da geladeira me frustraPor entre as prateleiras não há o que anseioEssa fome vai além da fruta, do pãoNão é material e nem consumívelTalvez seja uma procura em vãoVejo um espaço vazio ocupado por sonhosNão-tateáveisIntratáveis,Porque imperam a nossa existênciaVeem quando querem...são orgulhosos!Ora são sonhos sem sabor, incógnitasOra sonhos palatáveis, com gostinho de doçuraSonhar… Continuar lendo Prateleiras e sonhos

literatura · poemas

Entre a pena e a palavra

A pena calada aguarda as palavrasO contorno leve de uma letraPara desenhar no papel.Sombras de ideiasVagam por um desertoAnsiosas pelo encontroEntre sombra e corpo.Ideias fugidiasOlham sarcásticas,Desviando da pena.Fogem divertidas pelo deserto.Pontos de exclamação!Interrogação?Deixam a trilha na areiaUm pensamento vindo à tona.A pena segura carinhosamente a mão da palavraE encaminha-a para o papelA inspiração toma conta… Continuar lendo Entre a pena e a palavra