literatura · poemas

Entre dois versos

Isso é a vida real?Isso é só fantasia?Vivemos entre os dois versosQue carregam na interrogação O peso da escolha.Fantasia inebriante, alucinógena felicidade,Ilusões de um estar profundo no eu.Realidade bruta, com as palavras do dicionárioMartelando a folha de papel,Tinta e curvas, letras.O ponto final é definitivo, A vírgula, um intervalo, comparaçãoEntre os dois mundos que me envolvem.Mas… Continuar lendo Entre dois versos

arte · filosofia · literatura · prosa poética

Fala

Sou meio hiperativa com as palavras desde pequena. Minha mãe deixou escapar esses dias que talvez a minha vó deve ter feito alguma simpatia escondida para que eu começasse a falar logo. Deve ser isso. Passou a fazer sentido. As pessoas, quando ligavam em casa (esse passado em que se utilizava telefone com frequência. E… Continuar lendo Fala

filosofia · literatura · prosa poética

Entrelinhas

Sorver o café como quem deseja apenas que ele permeie os caminhos melancólicos do pensamento. Um catalisador para a alma. Rapidamente o alívio toma conta das dúvidas. Sobra apenas o devaneio ao encarar as pessoas caminhando displicentemente. Ecoa a ideia de que tenho em mim, essencialmente, a capacidade de representar os objetos à minha frente.… Continuar lendo Entrelinhas

literatura · poemas

Entre a pena e a palavra

A pena calada aguarda as palavrasO contorno leve de uma letraPara desenhar no papel.Sombras de ideiasVagam por um desertoAnsiosas pelo encontroEntre sombra e corpo.Ideias fugidiasOlham sarcásticas,Desviando da pena.Fogem divertidas pelo deserto.Pontos de exclamação!Interrogação?Deixam a trilha na areiaUm pensamento vindo à tona.A pena segura carinhosamente a mão da palavraE encaminha-a para o papelA inspiração toma conta… Continuar lendo Entre a pena e a palavra

literatura · poemas

Arte poética

Estou numa alfabetização poéticaSim, eterna!Eterno aprendizado das letrasParece que foi ontem que comecei a escreverPoemas? E foi mesmo!Comecei com uma rima atrevida... sem propósitoApenas o de ver as palavras se casarEm rimas e amores!Ainda há muita métrica pela frente,Rimas para descobrir e adorar o verso livreO poeta é como o ourives,Já dizia Olavo Bilac,Cria jóias… Continuar lendo Arte poética